Fale conosco pelo WhatsApp

Qual a diferença entre o gastroenterologista e o hepatologista?

Três médicos com jalecos e braços cruzados
Imagem meramente ilustrativa (Banco de imagens: Shutterstock)
Por: Publicado em 04/05/2022

As duas especialidades atuam em prevenção e tratamento de distúrbios no sistema digestivo, mas com focos diferentes

Gastroenterologista e hepatologista são duas especialidades médicas que têm certa proximidade, mas funções muito bem especificadas. A principal característica em comum entre elas é que ambas podem tratar do fígado. Mas como saber qual médico procurar?

As diversas especialidades médicas existem para facilitar as duas vias do cuidado com a saúde, pois possibilita tratamentos mais direcionados e eficazes às questões específicas de cada um. São tantas as especialidades que algumas geram dúvidas ou mesmo são pouco conhecidas.

O que é gastroenterologia?

O gastroenterologista é o profissional médico especializado em gastroenterologia. Nessa especialidade, serão prevenidos, avaliados, diagnosticados e tratados problemas digestivos, tais como:

  • Gastrite;
  • Úlcera gástrica;
  • Refluxo;
  • Esofagites;
  • Pancreatites;
  • Doenças alimentares;
  • Doenças do intestino;
  • Doenças do fígado.

Entre outros distúrbios do sistema digestório. Dessa forma, podemos entender que o gastroenterologista é o profissional que trata os distúrbios de todo o trato digestivo e seu funcionamento, e atua na prevenção dos distúrbios.

Por causa do foco em doenças do sistema digestivo, principalmente aquelas que acometem o intestino e o estômago, existe uma especialidade mais distintiva que cuida das doenças do fígado além do gastroenterologista, hepatologista.

O que é hepatologia?

Ao contrário da amplitude de atuação do gastroenterologista, o hepatologista é o profissional médico que previne, trata e diagnostica e estuda os distúrbios do fígado. É uma especialidade médica menos conhecida pelas pessoas, e muitos se surpreendem com essa possibilidade.

Até não muito tempo a hepatologia era considerada como uma subespecialidade da gastroenterologia, considerando-se que o fígado é um órgão que faz parte do sistema digestivo. Hoje, haja visto a importância imprescindível do fígado para o funcionamento do corpo, é tratada como uma especialidade única.

Cirrose, hepatites, cânceres que acometem a região são alguns exemplos de doenças que podem ser diagnosticadas e tratadas pelo médico hepatologista.

Por que existe hepatologista?

O fígado é o segundo maior órgão do corpo humano e possui muita importância e complexidade. Apesar de fazer parte do sistema digestivo com a produção da bile essencial para a digestão, ele atual como uma conexão entre o sistema e o sangue, fazendo síntese e processamento de diversas substâncias.

Tamanha complexidade merece atenção direcionada. Por isso, o hepatologista é o profissional mais indicado para tratar as doenças do fígado e de suas adjacências, como o pâncreas e a vesícula. Isso porque a dedicação exclusiva à complexidade dessas condições possibilita mais esperança ao sucesso de tratamentos prescritos.

Como gastroenterologista e hepatologista se complementam?

Por serem especialidades próximas, gastroenterologista e hepatologista podem se complementar em suas atuações. Isso porque, por exemplo, um tratamento iniciado por um pode ser complementado por outro, já que doenças do fígado estão relacionadas a doenças digestivas e vice-versa.

Muitos pacientes que começam tratamento com um gastroenterologista podem precisar de atenção especial a algum problema no fígado e assim são encaminhados a um hepatologista. O mesmo pode acontecer na direção contrária.

Quando procurar gastroenterologista e hepatologista?

Por serem duas áreas que se complementam, decidir entre gastroenterologista e hepatologista deve levar em conta algumas questões. A motivação e os sintomas do problema pelo qual paciente suspeita estar passando devem ser levados em conta.

Doenças do estômago e do intestino costumam ser atendidas pelo gastroenterologista. O hepatologista é o profissional que avalia doenças do fígado, que podem apresentar sintomas característicos como icterícia (pele e olhos amarelados), dores abdominais, fezes claras, urina escura, coceira pelo corpo, entre outros.

Na dúvida, não deixe de procurar ajuda médica. Os profissionais podem encaminhar o paciente para o profissional mais adequado para a condição clínica apresentada, seja gastroenterologista, hepatologista ou outro. Mais importante é seguir as recomendações e tratamentos.

Hepatologista, a Dra. Mirella Monteiro atua com experiência no tratamento de diversas doenças do fígado e faz acompanhamento de pacientes pré e pós transplante de fígado. Para saber mais sobre doenças do fígado, agende uma consulta!

Fontes:

Federação Brasileira de Gastroenterologia

Sociedade Brasileira de Hepatologia

Ao clicar em enviar os dados, você concorda com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE