Fale conosco pelo WhatsApp

Especialidades

Principais patologias que acometem o fígado

As doenças que acometem o fígado são denominadas hepatopatias, e podem trazer complicações graves ao organismo

A hepatologia é a especialidade que se responsabiliza pelo estudo, prevenção, diagnóstico e controle de doenças que afetam o fígado — um dos órgãos mais importantes do corpo humano. Este ramo da Medicina também trata de estruturas como vesícula biliar e árvore biliar.

Entre as principais funções do fígado estão a filtragem do sangue e eliminação de toxinas, além da produção da bile e vitaminas, excreção de drogas e medicamentos, processamento de hormônios e destruição de células sanguíneas que não estão mais funcionando corretamente. Trata-se de um órgão extremamente peculiar e que, quando apresenta problemas, afeta o organismo drasticamente.

Principais patologias hepáticas

Em geral, toda doença que acomete o fígado é denominada hepatopatia. Essas alterações podem ser crônicas ou agudas, causando sintomas variados que vão desde dor a deficiências metabólicas. Conheça a seguir as principais patologias que são tratadas por um médico hepatologista.

Hepatites virais

A hepatite viral é uma doença causada por vírus (chamados de  A, B, C, D e E) que leva à inflamação do fígado, uma condição que pode se tornar crônica (vírus B e C) e causar complicações como cirrose ou câncer no fígado.

Esteatose hepática

Mais conhecida como “fígado gorduroso”, a esteatose hepática é caracterizada pelo acúmulo de gordura no órgão. Assim como as hepatites, esta é uma condição que precisa de acompanhamento para que não evolua para problemas mais graves.

Cirrose

Esta é uma patologia crônica que ocorre quando o fígado sofre lesões constantes, causando o desenvolvimento de cicatrizes e fibroses no órgão. Visto que as células cicatriciais não são funcionais, quando elas estão presentes em excesso, a função hepática acaba prejudicada. Esse processo pode estar associado a hepatites virais, fígado gorduroso, ao consumo desenfreado de bebidas alcoólicas e outras situações.

Hepatocarcinoma

Trata-se do câncer primário do fígado, uma alteração maligna que geralmente está associada ao mesmo processo de destruição do fígado que leva à cirrose.

Doenças hepáticas autoimunes

Estas são doenças em que o próprio organismo agride o fígado, causando alterações hepáticas que podem levar à cirrose e causar problemas específicos. É o caso, por exemplo, da colangite biliar primária e hepatite autoimune.

Nódulos hepáticos benignos

São cistos, hemangiomas, adenomas e hiperplasia nodular focal que normalmente não precisam de tratamento específico, mas podem demandar acompanhamento regular.

Abuso de álcool e medicamentos

O uso excessivo de bebidas alcoólicas aparece listado entre as principais patologias hepáticas porque traz diversas consequências para o órgão. Deve-se atentar também ao uso desenfreado de certos medicamentos, até aqueles mais conhecidos e utilizados de forma rotineira, tomar remédios sem prescrição médica é sempre um risco.

Por isso, indivíduos com histórico de abuso de álcool e remédios, principalmente a automedicação, devem estar atentos à possibilidade de desenvolverem patologias do fígado.

Transplante de fígado

Diversas patologias de fígado, quando estão em estágio avançado, encontram no transplante a melhor possibilidade de tratamento. Nesses casos, cabe ao hepatologista avaliar as condições do paciente e providenciar o encaminhamento para a fila de transplante — caso esta seja a melhor opção para garantir sua saúde.

Para saber mais a respeito das principais patologias que acometem o fígado e tirar suas dúvidas a respeito da saúde do órgão, entre em contato e agende uma consulta com a Dra. Mirella Monteiro.



Fontes:

Dra. Mirella Monteiro.

Cirrose

A cirrose hepática é uma doença crônica do fígado causada por processos inflamatórios e agressões recorrentes, que demandam a regeneração constante das células para cicatrização das lesões. A longo prazo, o tecido normal do fígado é substituído por tecido cicatricial não funcionante, levando ao comprometimento de sua funcionalidade e saúde.

SAIBA MAIS

Esteatose Hepática

Caracterizada pelo acúmulo de gordura no fígado, a esteatose hepática é uma doença crônica bastante comum e que está associada à obesidade, diabetes, colesterol alto, sedentarismo e consumo exagerado de bebidas alcoólicas. Trata-se de uma alteração que pode levar à inflamação e lesão do órgão, causando cirrose e até câncer no fígado quando não diagnosticada e tratada de forma efetiva.

SAIBA MAIS

Hepatites Virais

As hepatites virais são doenças provocadas por diferentes agentes virais que afetam o fígado, podendo causar desde alterações leves até quadros mais graves. Na maioria das vezes, esta é uma infecção silenciosa e que não causa sintomas, fazendo com que o problema evolua ao longo dos anos e passe a comprometer o funcionamento do fígado — podendo causar fibrose avançada, cirrose e até mesmo câncer de fígado.

SAIBA MAIS

Não deixe de se cuidar!

Agende uma consulta com a Hepatologista Dra. Mirella Monteiro!

Ao clicar em enviar os dados, você concorda com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE